Em Araripina, gestantes do distrito do Morais participam do projeto municipal ‘Braços que Acolhem’

Lançado na semana passada pela Prefeitura de Araripina, o projeto Braços que Acolhem é uma iniciativa inédita das secretarias de Saúde e de Assistência Social que visa melhorar o atendimento e valorizar ainda mais as gestantes do município – principalmente as residentes na zona rural e nos distritos – garantindo uma gestação de qualidade e um bom período posterior ao parto às mulheres, e às crianças o direito a um nascimento e desenvolvimento saudável e harmonioso. A iniciativa busca, também, reduzir a morbimortalidade materna e infantil, assim como estimular o fortalecimento dos vínculos afetivos entre mãe, filho e família.

O projeto passou pelas unidades de saúde dos distritos de Gergelim na última quinta-feira (09) e Morais, nessa terça (14). O próximo distrito a receber os ‘Braços que Acolhem’ é a Vila Serrânia.

Foto: Bruno Rostand

Com essa ação, as mulheres farão os exames laboratoriais e ultrassom no posto de saúde do seu distrito, não sendo mais necessário se deslocar até Araripina para realizar estes exames. Fazem parte deste projeto, também, ações de reuniões e palestras durante todo o período do pré-natal – que serão conduzidas pela equipe multidisciplinar da Secretaria de Assistência Social – dando todo o suporte para as mulheres e seus familiares. Ao longo do período de gestação elas irão confeccionar seus enxovais que serão entregues no nascimento da criança.

Para o prefeito Raimundo Pimentel, esse projeto, que faz parte do programa municipal Nossa Saúde Melhor, foi idealizado com o intuito de dar às gestantes araripinenses todo o suporte necessário durante este período tão especial da vida de uma mulher que é a gravidez. “Esse momento em que a mulher se transforma em mãe é de muita importância para ela e todos os familiares, e merece todo o amor e cuidado para que ele seja repleto de zelo e carinho e traga felicidade para toda a família. Os Braços que Acolhem vai mudar muito a vida das futuras mamães”, finalizou.

Ascom / Foto: Bruno Rostand

[rev_slider alias="bannerTopo"]