Foto: Divulgação/Sputnik V (11.ago.2020)

A vacina russa contra o novo coronavírus, vista com desconfiança pela comunidade científica, pode estar disponível para outros países em novembro, como assegurou o chefe do grupo que financia a pesquisa. O imunizante registrado na terça-feira (11) será gradualmente distribuída para pessoas em zona de risco em território russo. O país, ainda de acordo com o financiador, já recebeu encomendas de um bilhão de doses.

O anúncio da vacina deixou todos com um pé atrás, já que, até o momento, o governo russo não deixou claro como aconteceu o processo de produção e testagem. A chegada do imunizante acontece em um momento em que grandes pesquisas ainda enfrentam etapas de testes para comprovar a eficácia das preparações biológicas. A Rússia, antes de oficializar a vacina, pulou a fase 3 de testagem. Cientistas nacionais e internacionais alertam que o uso da vacina antes dessa etapa pode ser um problema.

Fonte: CNN/Foto:Reprodução