Doméstica é abusada pelo patrão e grava tudo

Por - 22/10/2015

Empregada doméstica grava
assédio sexual do patrão no Recife. Abusos aconteceram na casa onde ela
trabalhava. A jovem, de 24 anos, entregou as imagens à polícia e afirmou que o
agressor chegou a oferecer dinheiro para que ela fizesse sexo com ele.
A polícia investiga a
acusação de uma empregada doméstica, que denunciou o ex-patrão, um idoso de 70
anos, por abuso sexual. Priscila do Nascimento Xavier, de 24 anos, gravou um
vídeo na casa onde trabalhava, no bairro das Graças, Zona Norte do Recife. As
imagens foram entregues à polícia.
“No início, ele passava a
mão no meu pescoço e a mulher dele dizia que era normal, que ele fazia isso com
todo mundo, que era um gesto de brincadeira”, relata Priscila.
A vítima contou que durante
15 dias, período em que trabalhou na residência, o ex-patrão também teria feito
gestos obscenos, tocado suas nádegas e oferecido dinheiro para que ela fizesse
sexo com ele.
“Com o passar dos dias, ele
começou a passar a mão nas minhas nádegas e a me oferecer dinheiro. (…) Ele
mostrava os órgãos (sexuais) para mim, ficava atrás de mim, me oferecendo
dinheiro para sair com ele, para fazer sexo oral comigo”, conta a jovem.

Antes de pedir demissão, a
mulher resolveu documentar o assédio e denunciar o caso. Priscila diz ainda que
contou os abusos para esposa do chefe e que a mulher foi até a delegacia com
ela e informou à polícia que o marido já havia assediado outras funcionárias,
mas que não tinha provas contra o idoso. 

Vídeo