Doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti lotam Hospital Santa Maria em Araripina, PE

19/02/2016 15h30

Nesta semana o Hospital
Santa Maria, no município de Araripina (PE), elevou o número de atendimentos de
adultos e crianças que apresentavam os sintomas comuns ao zika vírus, à febre
chikungunya e dengue. 

Na última terça-feira (16) o hospital lotou e,
apenas um médico e enfermeiro estavam no plantão, causando uma grande demora e,
por consequência, longas filas de espera.  Uma enferma que não aguentou ficar em pé depois de horas, deitou-se no chão da unidade de saúde. Muitos pacientes ficaram esperando até 5 horas e, alguns deles voltaram para casa sem receber o
atendimento.

Realmente há uma grande demora no atendimento, mas o único médico que estava no hospital teve que dar conta de muitas atividades, como prescrever receitas, observar um paciente internado e atender na urgência.


Enquanto isso, ontem fez 1 mês que a Globo fez uma reportagem com o prefeito Alexandre Arraes relacionada ao hospital e a obra atrasada da UPA de Araripina:

Globo faz uma reportagem sobre o atendimento no hospital e obra da UPA atrasada no município de Araripina. O prefeito disse que a população  está sendo atendida na urgência bancada pela prefeitura, no Hospital e Maternidade Santa Maria.

Por enquanto que a UPA não é concluída, os  pacientes com sintomas de doenças provocadas
pelo Aedes aegypti (dengue, chikugunya e zika vírus) devem ir ao Centro de Saúde que está contando com uma equipe médica de segunda a sexta-feira. 

A
prevenção é a única arma contra a doença:
A melhor forma de
se evitar as doenças causadas pelo Aedes Aegypti é combater os focos de acúmulo
de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença.
Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos
plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas,
jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos
plásticos e lixeiras, entre outros. 
(Por Alline Ribeiro. Fotos: Divulgação/Damião Sousa)
As inscrições poderão ser feitas a partir do dia 22/02, na sede da academia que está localizada no bairro Alto da Boa vista, na Rua Padre Cicero ou pelo telefone 
(87) 9 9122-9400.

Sobre o Autor

Allyne Ribeiro