A deputada estadual Clarissa Tércio vai solicitar, via representação, ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), fiscalização e acompanhamento dos possíveis gastos do Governo do Estado com a abertura de novo hospital de campanha, estimados em R$ 13,3 milhões. 

De acordo com a parlamentar, não justifica o Governo de Pernambuco gastar quase o dobro para custear instalação e montagem do novo hospital de campanha, no mesmo local onde funcionou o da Prefeitura, desativado em agosto do ano passado, que custou aos cofres públicos R$ 7,5 milhões. 

O aviso de licitação foi publicado na edição extra do último sábado, no Diário Oficial do Estado de Pernambuco, para contratação de uma empresa responsável pela instalação e montagem de novo hospital de campanha para atender pacientes com Covid-19.

A parlamentar informou que, no ano passado, esteve pessoalmente no hospital de campanha da Prefeitura, no bairro dos Coelhos e constatou uma grande quantidade de leitos vazios, justificados pela ausência de profissionais de saúde para atender aos pacientes com Covid-19.  

“Então, será que realmente é necessária a instalação desse novo hospital, gastando esse montante? Não podemos permitir esse absurdo. Precisamos acompanhar de perto a aplicação desses recursos. O interesse público precisa ser tratado com prioridade. O povo pernambucano precisa de uma resposta”, ressaltou a deputada.

Magno Martins