Depois de projetos de lei da deputada, Pernambuco passa a ter Dia do Apicultor

Por - 30/05/2016
Pernambuco é o Estado que
apresenta maior crescimento na atividade da apicultura e eliponicultores,
respondendo por cerca de mais de 11% do mel produzido pela Região Nordeste.
Destaca-se que no ano de 1999, a participação era bem menor, com 3,63% do total.
Um aspecto melhor visualizado na segmentação dos números é o crescimento dos
volumes em todas as mesorregiões do Estado.
O Sertão pernambucano se
sobressaiu com 1.428 toneladas de mel, segundos dados do IBGE, em 2009, o que
significa um crescimento de 3.668% no intervalo analisado. No estado de
Pernambuco, temos as seguintes regiões respectivamente que produzem mais mel:
Sertão, São Francisco, Agreste, Zona da Mata e por fim a Região Metropolitana.
Em 1999, o volume produzido na região sertaneja equivalia a 36% do total
estadual. Este percentual subiu para 90%. Na análise por municípios, a cidade
de Araripina aparece como maior produtora, com larga vantagem em relação às
demais.
O total alcançado em 2009
foi mais do que o dobro da produção de Ibimirim, segundo lugar no levantamento
estadual. Com uma tendência de crescimento, representada nos últimos
levantamentos do IBGE até 2009, a apicultura brasileira e em especial de
Pernambuco deve permanecer entre as mais produtivas do mundo nos próximos anos.
O diferencial no tipo de abelha utilizada no país tende a permanecer
beneficiando os produtores brasileiros. Em Pernambuco, grandes desafios devem
ser enfrentados na busca pelo fortalecimento da atividade.
Assim como no quadro
nacional, há necessidade de incentivo ao consumo de mel e de diversificação do
produto ou embalagem. Além disso, talvez o maior desafio seja formalização da
cadeia produtiva, abrindo um novo horizonte na comercialização do produto e
propiciando o alcance de mercados mais sólidos, inclusive no exterior. Assim, o
melhor caminho a ser seguido é a busca constante pelo aperfeiçoamento da
atividade, respeitados os limites ambientais de cada localidade. A capacitação
constante e o aprimoramento nas técnicas de produção também devem ser sempre almejados,
a fim de permitir o aumento da produtividade e otimização dos recursos
utilizados.
Fica previsto o dia 21 de
dezembro de cada ano, o Dia Estadual do Apicultor, por ter sido nesta data,
sancionado a Lei pelo então governador Eduardo Campos que concedeu crédito
presumido do ICMS nas saídas interestaduais de mel de abelha promovidas por
produtor ou cooperativa de produtores, alavancando o setor.
No Brasil, é comemorado no
dia 22 de maio o dia do apicultor, mas Pernambuco escolheu outra data para homenagear
este profissional que trabalha com o produto mais doce que temos conhecimento,
o mel.
O projeto de Lei nº.
87/2015 foi apresentado no dia 12 de março e votado nesta segunda, 25 de maio.
Tem autoria da Deputada Estadual Socorro Pimentel, e já entra em vigor a partir
da data de sua publicação.

Mais uma conquista do
homem do campo e principalmente para o apicultor pernambucano.
Assessoria de Imprensa