Damares quer que agressores de mulheres fiquem sem exercer funções públicas por cinco anos

A ministra Damares Alves (Direitos Humanos) pretende fazer uma ação ousada na sua gestão. De acordo com a coluna de Mônica Bergamo, na Folha, desta segunda-feira (14), ela vai pedir que agressores de mulheres fiquem proibidos de exercer funções públicas por cinco anos.

Ainda conforme a coluna, ela deve enviar nesta semana uma proposta legislativa com esse teor à Casa Civil. A regra valeria inclusive para servidores concursados.