Cunha pode estar por trás de anulação da votação do impeachment

Por - 09/05/2016
A decisão de anular a
votação do impeachment na Câmara tomada pelo presidente interino da Casa,
deputado Waldir Maranhão (PP-MA), não parece ser exatamente um ato de
patriotismo ou algo relacionado a uma jogada casada com o governo. Pelo que
este blogue apurou quem estaria por trás dessa decisão é Eduardo Cunha.

Em nota divulgada à
imprensa, Maranhão diz que a petição da AGU que pedia o cancelamento da votação
ainda não havia sido analisada pela Casa e que, ao tomar conhecimento dela,
resolveu acolher. Na decisão, ele argumenta “ocorreram vícios que tornaram nula
de pleno direito a sessão em questão”.