“Criticar não pode!”, adverte Gestão Municipal

Por - 14/10/2015
O século é o XXI, mas a
censura que a imprensa local vem sofrendo é digna do Estado Novo, onde eram
impostos rigorosos limites a liberdade de expressão aos órgãos de imprensa pelo
regime autoritário.
No município de Araripina,
em pleno sertão de Pernambuco, uma verdadeira Inquisição tem se abatido sobre a
imprensa que não é favorável a atual gestão, onde tudo é motivo de retaliações,
ameaças e intimidações.
Todo esse manifesto de
repudio sofrido pela imprensa local é motivado pela intolerância que a atual
gestão tem em aceitar as críticas sofridas, que se acumulam conforme a mesma se
afunda em promessas rasas e erros constantes levando a administração pública
municipal a ser classificada pela própria população como a pior gestão de todos
os tempos!
Seria inteligente, uma vez
que não quer ser criticada, que a administração municipal cumprisse com as
promessas feitas à população: pagamento dos salários em dia, contratados
(trabalhando e recebendo), merenda escolar para os alunos, transporte público
de qualidade para as crianças que precisam se deslocar da zona rural até a Sede
para assistirem aula diariamente, entre tantos outros.
A imprensa é livre, se não
quer críticas, faça por merecer elogios!

Araripina.com.br