COVID-19: Devido a queda de receita municípios que integram o CISAPE suspendem contratos de prestadores de serviço na educação

Em nota, o Consórcio Intermunicipal do Sertão Araripe Pernambucano (CISAPE), comunicou, na manhã dessa quinta-feira (23), que, em uma recente reunião virtual, os 13 prefeitos que compõem o consórcio, discutiram diversos assuntos de interesse da região, inclusive debateram uma medida que vem sendo adotada por diversas Prefeituras de Pernambuco, a dura decisão de suspender os contratos temporários de funcionários da Educação.

A medida foi necessária em virtude da queda nas receitas dos municípios, notadamente do FUNDEB, consequência da crise econômica sem precedentes causada pelo enfrentamento ao Novo Coronavírus.

Os prefeitos já suspenderam ou estão suspendendo alguns contratos relativos a atividades que estão suspensas por conta da necessidade de isolamento social em virtude da Covid 19.
Com a decisão, os servidores contratados ficarão com os salários suspensos até a retomada das aulas na rede municipal, ainda sem previsão.

O Cisape orienta, por fim, que os funcionários que tiverem os contratos suspensos, poderão requerer o auxílio emergencial ao Governo Federal, que poderá ser de R$ 600,00 ou R$ 1.200,00.

Todos os integrantes do Cisape lamentaram a situação que o mundo atravessa e ressaltaram que estão adotando todas as providências para que os Municípios superem essa pandemia sem maiores prejuízos a população, retomando a sua normalidade no menor espaço de tempo possível.

O CISAPE é composto pelos municípios de  Araripina, Afrânio, Bodocó, Dormentes, Exu, Granito,  Santa Cruz,  Trindade, Santa Filomena, Parnamirim, Ipubi, Moreilândia e Ouricuri.

Portal do Araripe / Imagem: Reprodução