O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta sexta-feira (6) que o controle dos gastos públicos está por trás de tudo o que o governo federal está fazendo. Ele disse ainda que o objetivo da equipe econômica do governo é controlar a expansão dos gastos e não reduzi-los efetivamente.


“Os gastos tinham má qualidade. Gastamos muito e gastamos mal. Vamos controlar a expansão dos gastos, não estamos cortando nada, só não estamos deixando crescer o que é ruim”, afirmou.


As declarações foram feitas durante o discurso do ministro no seminário “BNDES com ‘S’ de Social e de Saneamento”, na sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDE), no Rio de Janeiro.
Segundo Guedes, a reforma da Previdenciária foi o “primeiro ataque” ao excesso de gastos, que, segundo ele, chegou a 45% do Produto Interno Bruto (PIB).


O envio da proposta de emenda constitucional do “pacto federativo”, que descentraliza recursos públicos, de acordo com o ministro, foi o ato mais recente da equipe econômica visando enxugar gastos.