InícioAraripina em FocoConselho de Ética tenta, de novo, votar cassação de Eduardo Cunha

Conselho de Ética tenta, de novo, votar cassação de Eduardo Cunha

A saga em que se transformou
o processo de cassação de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) chega nesta terça-feira a um
novo capítulo: será feita mais uma tentativa de votar a ação no Conselho de
Ética contra o presidente afastado da Câmara. Os deputados vão se debruçar
sobre o parecer que sugere a perda do mandato do peemedebista um dia depois de
o Ministério Público, que já pediu a prisão, defender que Cunha devolva 20
milhões de reais por evidências de enriquecimento ilícito e tenha os direitos
políticos suspensos por dez anos. A votação também se dará na esteira de a
Justiça Federal aceitar a denúncia contra a mulher dele, Cláudia Cruz, por
“se beneficiar dos crimes praticados pelo congressista”. Em meio às
acusações, a sessão desta tarde será um verdadeiro teste de força de um dos
políticos mais poderosos do país.

Aliados de Cunha têm pressa
em concluir ainda nesta semana o processo no Conselho de Ética, que já se
arrasta por mais de sete meses devido às manobras de sua “tropa” de
apoiadores. Isso porque no próximo dia 23 o presidente afastado da Câmara, que
já é réu por corrupção e lavagem de dinheiro, pode se tornar réu pela segunda
vez em ação de mesmo embasamento que deu origem às investigações por quebra de
decoro: a manutenção de contas secretas no exterior. Leia mais >>>
RELACIONADOS