Uma estudante de enfermagem, de 22 anos, foi vítima de agressões, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife. Ela foi agredida por várias pessoas, após se envolver em uma confusão, em um posto de combustíveis, no bairro de Rio Doce.

O corpo da jovem ficou marcado por hematomas e ela acabou deixando seu bebê, no posto. 

Segundo familiares, a jovem tinha saído de uma festa, no bairro do Janga, em Paulista, também no Grande Recife, onde tinha se desentendido com a mãe.

Mesmo sob efeito de álcool, ela foi deixada, pela mãe, em um posto de combustíveis, em Rio Doce, com o filho, de apenas 10 meses, para que pegasse um carro de aplicativo e fosse para casa.

No entanto, o dinheiro da corrida foi roubado. A estudante se alterou. Segundo a família, ela foi empurrada e teria caído no chão, em cima da criança.

Bebê machucado

A polícia foi acionada e, de acordo com o Conselho Tutelar, a primeira informação que surgiu foi de que ela teria abandonado a criança no posto, mas isso não teria acontecido.

O menino tinha hematomas na cabeça. Foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Cidade Tabajara e teve alta, na manhã desta quinta-feira (21).

A criança foi levada para o Conselho Tutelar. Familiares do bebê foram até o local. A avó paterna disse que a nora jamais abandonaria o neto dela.

A estudante de enfermagem não lembra o que aconteceu, depois que a polícia levou o filho dela. Mas acordou espancada, já no bairro de Jardim Atlântico.

Segundo o Conselho Tutelar, familiares estão sendo ouvidos e a criança será devolvida.

TV Jornal / Imagem: Reprodução