Casamento entre duas mulheres é o primeiro em Marcolândia, PI

As jovens Aline Maria de Andrade, de 29 anos, e Djanis Maria de Andrade, 23, oficializaram a união durante casamento comunitário nesta terça-feira (03/12), realizado pelo juiz Cleyton Rodrigues de Moura Silva. Elas são as primeiras lésbicas a oficializarem o matrimônio em Marcolândia/PI.

“Ele (juiz Cleyton Rodrigues de Moura Silva) defendeu bastante nosso casamento e falou muito sobre relacionamento do mesmo sexo”, disse Aline.

Aline e Djanis, que têm um estabelecimento comercial na avenida Corinto Matos, Centro, esperam continuar trabalhando e também celebrando o amor.

“Esse casamento pra mim é importante para que as pessoas preconceituosas vejam que duas mulheres e dois homem tem o mesmo direito de casar e construir uma família que um casal hétero”, disse à reportagem.

Familiares, parentes e amigos amigos celebraram o casamento mais reservado em casa e posaram para fotos para eternizar o momento. Elas receberam várias mensagens desejando sucesso no matrimônio.

Justiça Itinerante

A Justiça Itinerante e o Cartório de Ofício Único de Simões/PI, com apoio da Prefeitura Municipal de Marcolândia, realizaram o casamento de Aline e Djane e outros 50 casamentos na quadra poliesportiva Carlos Washington Gomes Ferreira, localizada na rua 26 de outubro, Centro.

Para a superintendente da Justiça Itinerante, Vanessa Brandão, a realização dos casamentos comunitários é uma das formas de proteção à família e garantia de direitos. “O Projeto Casamento Comunitário tem por objetivo a regularização do estado civil de casais com baixa renda, que já convivem maritalmente ou não, para que os mesmos possam viver de forma plena e legal perante a lei, motivando a instituição do casamento como base familiar e ampliando as garantias dos direitos patrimoniais, sucessórios e previdenciários. Uma forma de proteger tanto os cônjuges como os possíveis filhos”.

Informações do 180graus