Cantor Flávio Leandro rebate Bolsonaro: “minha música é do povo, não do político”

O presidente Jair Bolsonaro disse neste domingo (11) que o Nordeste “sempre precisou” de uma “chuva de honestidade”. Ele fazia referência à canção de mesmo nome, composta pelo artista pernambucano Flávio Leandro, que fala sobre realidade do nordeste.

“Eu queria que a Globo botasse no ar um vídeo com uma canção lá do Nordeste que se chama ‘Chuva de honestidade’. A Globo e as demais emissoras de televisão, porque eu acho que é uma canção mais velha que eu, (de) 1954, e que o Nordeste sempre precisou foi disso, chuva de honestidade. E o Brasil agradece”, afirmou.

Natural de Bodocó, cidade pernambucana, conhecida como a cidade do doce e do leite, Flávio Leandro não gostou da homenagem e se pronunciou através do seu instagram.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por FLÁVIO LEANDRO (@flavioleandrooficial) em

“Se o presidente quer melhorar sua imagem no Nordeste, comece a governar sem rancor, e para todos! Minha música é do povo, não do político…De nenhum deles!!!”, escreveu.

Informações do Miséria