Campus Ouricuri promoveu a terceira edição do Encontro de Apicultores e Meliponicultores

Por meio de uma reunião virtual, o Núcleo de Pesquisa e Extensão em Abelhas (NUPEA), do campus Ouricuri do IF Sertão-PE, promoveu, na tarde desta sexta-feira (22), a terceira edição do Encontro de Apicultores e Meliponicultores de Ouricuri. O evento teve o tema: “As abelhas não param nem em tempo de pandemia” e celebrou o sexto aniversário do NUPEA e o Dia do Apicultor.

O terceiro Encontro de Apicultores e Meliponicultores foi iniciado com a abertura do coordenador do NUPEA e professor da unidade escolar, Dr. Társio Alves, que deu as boas-vindas a todos. Logo após, o agente de desenvolvimento do Banco do Nordeste, Juliano Silva, agradeceu o convite para participar do encontro. “Quero agradecer pelo convite para participar da terceira edição do evento e parabenizar os produtores pelo dia dos Apicultores e pelo dia das Abelhas e como acompanho a atividade mais de perto, fico com a noção da importância que a atividade representa para a região, bem como para a sociedade e reforço que o Banco do Nordeste está sempre à disposição de todos”, disse.

O vice-presidente da Associação Pernambucana de Apicultores e Meliponicultores (APIME), Alexandre Moura, falou sobre a realização do evento. “E hoje eu quero desejar a todos um feliz dia dos Apicultores e também quero parabenizar o IF Sertão-PE pela iniciativa em realizar a terceira edição do Encontro de Apicultores e Meliponicultores de Ouricuri, encontro este que a APIME participou desde a primeira edição. Também aproveito a oportunidade para parabenizar o professor Társio, o professor João Paulo e todos os membros do NUPEA pelo evento”, declarou.

O representante da ONG CAATINGA, Geovane Xenofonte, também fez uso da palavra no início do evento. “Muito feliz de estar reunido com vocês para falar sobre a Apicultura, uma atividade muito importante para o nosso território. E também gostaria de parabenizar ao NUPEA por não deixar passar esta data em branco, mesmo com todas as dificuldades impostas pelo momento no qual estamos vivendo, mas eu acho que o NUPEA está dando exemplo que é momento de nós nos organizarmos e buscarmos novas formas de comunicação e de diálogo para que as atividades não parem”, afirmou.

Logo após, foi a vez do representante da ONG CHAPADA, Tales Matos, a falar sobre o evento. “Enquanto ONG Chapada, ficamos muitos felizes em participar do evento. Também aproveito para parabenizar pela iniciativa do NUPEA do campus Ouricuri do IF Sertão-PE em promover a terceira edição do Encontro de Apicultores e Meliponicultores”, relatou.

O coordenador do NUPEA, Prof. Dr. João Paulo de Holanda Neto, também discursou. “É com satisfação que participamos do evento e temos a oportunidade de realizá-lo, graças ao apoio da Instituição e dos demais parceiros para que o dia do Apicultor e os seis anos do NUPEA não passassem em branco e, apesar de todas as dificuldades, as abelhas continuam no seu trabalho diário, principalmente agora no período que fomos abençoados com chuvas, que estão proporcionando boas condições para a Apicultura e para a Agricultura no geral”, asseverou.

Sobre o evento, o representante da AGRODÓIA, Vilmar Lermen, disse: “Agradeço o convite para que a AGRODÓIA participe do Encontro de Apicultores e Meliponicultores e gostaria de dizer que num ano que choveu muito, ajudou bastante para que pudéssemos produzir mel, cera, pólen e própolis e as abelhas cumprissem com sua função no meio ambiente. E quero parabenizar e agradecer ao IF por mais um evento”.

O diretor do campus Ouricuri do IF Sertão-PE, Paulo Alvacely, parabenizou toda comissão organizadora do evento do terceiro Encontro de Apicultores e Meliponicultores de Ouricuri e todos os colaboradores, palestrantes e parceiros na realização do evento.

A primeira palestra ministrada foi “Mel e Própolis: Propriedades Nutricionais e Terapêuticas”, proferida pelo professor do campus Limoeiro do Norte do IFCE, Dr. Daniel Cordeiro Gurgel, que abordou sobre as todas as propriedades nutricionais e terapêuticas dos produtos apícolas e a utilização no combate em algumas doenças.

A segunda palestra ministrada foi “Meliponicultura no Sertão do Araripe: Aspectos Gerais e Desafios”, proferida pelo Prof. Me. Iran de Souza Lima Júnior, representante da Faculdade Uninter, que falou sobre as principais espécies encontradas na região, os desafios e os aspectos da Meliponicultura local.

A terceira palestra ministrada foi “Pestes Apícolas”, proferida pelo professor do campus Ouricuri, Dr. João Paulo Holanda Neto, que abordou sobre o aparecimento de novas pestes inimigas das abelhas.

O também coordenador do NUPEA e organizador do evento, o prof. Dr. Társio Alves, avaliou o evento. “A terceira edição do Encontro de Apicultores e Meliponicultores de Ouricuri foi um sucesso. Tivemos a participação de muitas pessoas, a sala virtual esteve sempre lotada, com um público flutuante de 300 pessoas; nela tínhamos a presença de estudantes, técnicos agrícolas, apicultores e pessoas leigas com o interesse em conhecer sobre o tema das abelhas. Também quero registrar que o evento contou com representantes de todos os estados do Nordeste do Brasil e as palestras foram excelentes e encantaram o público que participou do Encontro de Apicultores e Meliponicultores. Então, o evento virtual foi um desafio, mas foi um aprendizado porque integrou pessoas de vários estados e abriu uma possibilidade de fazermos o evento presencial com uma transmissão on-line”, afirmou o docente.

O Encontro de Apicultores e Meliponicultores foi uma realização do NUPEA do campus Ouricuri do IF Sertão – PE e da Associação de Apicultores de Ouricuri (AAPIO) e contou com o apoio do campus Limoeiro do Norte do Instituto Federal do Ceará, Banco do Nordeste do Brasil, ICMBio, APIME, AGRODÓIA, ONG CAATINGA e ONG CHAPADA.

Assessoria de Comunicação/Foto: Reprodução