Bilionário dos diamantes morre em cirurgia para aumentar o pênis

O bilionário Ehud Arye Laniado, morreu aos 65 anos, durante uma cirurgia para aumentar o pênis realizada em uma clínica particular em Paris, na França. Ele é fundador de uma empresa de diamantes em Antuérpia, na Bélgica. As informações são da RedeTV!.

Conforme noticiário local, o empresário teve um ataque cardíaco no momento em que uma substância foi injetada em seu pênis.  

Segundo amigos, Laniado era muito preocupado com a aparência e tinha complexos devido à baixa estatura.

Conforme relatos, ele só sentia bem quando o seu contador lia o extrato de sua conta bancária, algo que ele costumava fazer várias vezes ao dia.

Não há muitos registros sobre qual o tamanho exato de sua fortuna, amigos contam que ele possuía a cobertura mais cara de Mônaco, avaliada em mais de R$ 150 milhões. 

Sabe-se também que, em 2015, ele vendeu o diamante mais caro do mundo, conhecido como Blue Moon, para o empresário de Hong Kong Joseph Lau Luen Hung por US$ 48,4 milhões. 

A notícia da morte foi confirmada pela página do empresário no Instagram. 

Reprodução: 180 Graus.