Um dos maiores programas de transferência de renda do mundo, o Bolsa Família é um programa que possui regras de permanência que devem ser observadas pelas famílias com a finalidade de manter o cadastro atualizado para continuar a receber o valor mensal de acordo com a composição de membros e de renda informados no CadÚnico.

Além da obrigatoriedade da frequência de crianças e adolescentes nas escolas, outro requisito importante é a nutrição dos beneficiários. Para isso é realizado todos os anos a verificação do peso das mulheres de 14 a 45 anos, bem como de crianças, para ser lançado esses dados em plataforma específica do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional. Esse trabalho é realizado pelas Agentes Comunitárias de Saúde e devido a pandemia esses serviço sofreu algumas alterações no atendimento. Como a data limite é o final do mês de maio, os ACS estão notificando os usuários de forma escalonada, para evitar aglomerações nos postos de saúde, alguns fazem a pesagem e medição da altura nas casas do responsável familiar ou informa o dia e horário para o usuário se deslocar a UBS mais próxima do seu bairro.

Em Araripina já está sendo realizada essa pesagem segundo informa alguns moradores que procuraram o serviço de saúde, só que devido as medidas de distanciamento impostas por causa do coronavírus, o atendimento ainda está sendo feito alternadamente, controlado e com mais cautela. Nesse caso o próprio usuário deve se informar com seu ACS sobre a pesagem e como poderá proceder para não ficar de fora do Bolsa Família.

Atendimento no CADÚNICO

Além dessas informações relacionadas a nutrição dos beneficiários e da frequência escolar, devem ser informadas toda e qualquer mudança ocorrida na documentação das famílias, bem como mudança de endereços e informes de rendas complementares. Aqui em Araripina esse atendimento está sendo feito pelo aplicativo WhatsApp através do número (87) 9.8149-6167, na qual há um agendamento para ser concluído a demanda apresentada. A atualização cadastral é recomendada a cada dois anos segundo regras do Governo Federal, porém, de acordo com a coordenação local o ideal é fazer a cada um ano.

Redação Araripina em Foco / imagem: Reprodução