Bandidos explodem caixa eletrônico da agência da GRE em Petrolina

Por - 03/06/2015
Caixa eletrônico é explodido pela quarta vez (Foto: Amanda Franco/ G1)
Na madrugada desta
quarta-feira (3) bandidos explodiram o caixa eletrônico na agência bancária da
Gerência Regional de Educação (GRE) de Petrolina, no Sertão pernambucano. Eles
conseguiram explodir apenas um dos dois caixas e fugiram com o dinheiro.
De acordo com a Polícia Militar, os
bandidos fugiram pelo muro de trás da agência. “Eles escalaram o muro e usaram
cordas para auxiliar na fuga”, disse o policial. Algumas notas queimadas
ficaram espalhadas pelo chão. A câmera de monitoramento foi colocada para cima
e não registrou a ação criminosa. O vigilante que trabalha no hotel da GRE
disse aos policiais que ouviu a explosão, mas não saiu.
Algumas cédulas ficaram queimadas no chão (Foto: Amanda Franco/ G1)
Algumas cédulas ficaram queimadas no chão
(Foto: Amanda Franco/ G1)
A PM acredita
que os criminosos tenham usado bananas de dinamite para abrir o caixa
eletrônico. Ainda de acordo com a Polícia Militar, apesar de esta ser a quarta
vez que os caixas eletrônicos daquela agência são alvo deste tipo de crime,
esta foi a primeira vez que os bandidos conseguiram levar dinheiro.
A estudante,
Franciele Santos, estava hospedada no hotel da GRE. Ela conta que quando ouviu
o barulho não entendeu do que se tratava. “Achei que fossem os meninos fazendo
bagunça. Mas depois os meninos desceram e falaram que também ouviram. Aí caiu a
ficha que o caixa era ao lado. Entramos em pânico. Escutamos o barulho deles e
saímos para ver. Chegamos e estava tudo estourado”, contou.
Caio César
também faz parte do grupo de estudantes que estava hospedado no hotel. Ele disse
que desceu e chegou a ser confundido com bandido. “Quando desci só tinha fumaça
e não tinha mais ninguém. Cheguei a abrir o portão para a polícia e fui
confundido com os criminosos, mas tudo foi esclarecido”, disse. Segundo ele, a
ação aconteceu por cerca de cinco minutos.
O motorista da
Secretaria da Educação, Sérgio Varejão, estava dormindo quando aconteceu a ação
dos bandidos. “Levantei e o colega disse que estava acontecendo à explosão e eu
disse que era real. Quando saí os bandidos gritaram para que eu entrasse. Não
vi quem eram apenas escutei as vozes deles. Acho que deveria retirar estes
caixas daqui”, contou o motorista. O gerente da agência foi até o local, mas
não quis gravar entrevista.
Fonte:G1