Armando Monteiro admite pedir exoneração para lutar contra impeachment no Senado

18/04/2016 15h00
Um dia após a derrota do
governo Dilma Rousseff (PT) na luta pelo impeachment na Câmara dos Deputados, o
ministro do Desenvolvimento, Armando Monteiro Neto (PTB-PE), comentou sobre o
que esperar daqui para a frente. O petebista afirmou que vai seguir ao lado da
presidente, que não é o momento de se falar em um outro governo e que espera
que o Senado barre o impedimento da petista.

Em entrevista na manhã
desta segunda-feira (18) ao programa de Geraldo Freire, na Rádio Jornal, o
ministro disse nem cogitar continuar ministro em um possível governo do atual
vice-presidente, Michel Temer (PMDB): “Eu não considero essa hipótese. Eu fui
convidado pela presidente Dilma. Se for confirmado o impeachment pelo Senado,
eu estarei no Senado até 2019”, declarou. Leia mais e ouça o áudio

Sobre o Autor

Allyne Ribeiro