Araripina: Mulher vai parar na Delegacia acusada de cometer racismo contra policial militar

Uma mulher de 36 anos foi parar na Delegacia da Polícia Civil de Araripina nesta quinta-feira (14), acusada de cometer maus tratos, desacato, desobediência e racismo. O caso aconteceu na Rua Getulio Vargas, distrito de Gergelim, zona rural do município.

De acordo com a 9ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), uma guarnição foi acionada para averiguar uma ocorrência e ao chegar no local, a acusada estava alcoolizada e agredindo uma criança.

Quando o policiamento se aproximou a mesma se descontrolou e desacatou os policiais, falando palavras de baixo calão e chamando um dos policias com termos racistas. As partes foram levadas para a DPC de Araripina.

Por Roberto Gonçalves/Foto: Reprodução