A triste notícia da partida do músico Gilmar Silva de 50 anos,(Gilmar Boner) foi dada por volta das 22h30 dessa terça-feira (30/06). Ele estava internado no Hospital Regional de Ouricuri. O quadro clínico do músico era muito complicado, ele precisa ser levado para outra unidade que tivesse UTI mais especifica para atender o caso dele. No domingo uma vaga surgiu para ele ser transferido para um hospital em Salgueiro, mas devido a gravidade do seu estado, a equipe médica não o liberou, pois Gilmar não aguentaria transferência.

O Velório será na Serra da Rodagem, sepultamento acontece as 15h00 no cemitério do Iracema, localizado no Bairro Alto da Boa Vista.

Amigos e conhecidos, todas as pessoas que admiram Gilmar como pessoa e como profissional, fizeram muitas homenagens na redes sociais.

Trajetória

Gilmar começou como músico da Banda Maestro Àlvaro Campos em julho 1988, foi maestro, professor por 10 anos. Atualmente era maestro na Banda Marcial Padre Luiz Gonzaga na qual foi um dos fundadores, sempre formando gerações de músicos na região, tocou em grandes Bandas como Banda Shock, Mala 100 Alça, Seguidores do Rei do Baião, Tárcio Carvalho, Forró Chick, Orquestra Ribinha Ribeiro. Gilmar sempre alegrou as festividades da região tocando seu trombone e aquele sorriso na face. 

Ficam registrados as suas obras musicais e nas memórias  dos amigos a sua alegria nos Xinuêis, sua musicalidade está marcadas na Cultura de Araripina que se perpetua através de seus alunos e amigos.

“Uma cidade sem banda de música é uma cidade triste”, segundo amigos essa era a frase que ele sempre gostava de dizer.

História

José Gilmar Silva, nascido em 1970 na cidade de Araripina-PE, iniciou-se no meio musical no ano de 1987 na escola de música da Banda Maestro Álvaro Campos em Araripina-PE, como MÚSICO TROMBONISTA, tornando-se músico efetivo da mesma em julho de 1988 sob os ensinamentos e maestria do professor Geraldo Moisés, em 1990 ingressa como trombonista na Orquestra Paraibana de Frevo comandada pelo Maestro Geraldo Moisés, tocando seu primeiro carnaval no Clube Arca de Araripina. Em 1997 participa do Curso de aperfeiçoamento de trombone de vara na cidade de Parnamirim-PE, curso realizado pela Secretaria de Trabalho e Ação Social de Pernambuco. Em 1999 a convite do prefeito em exercício (Emanuel Bringel), torna-se regente da Banda de Música Maestro Álvaro Campos, juntamente com o músico saxofonista Flavio Daniel e juntos ampliam a escola de música da citada banda, ampliando também o número de componentes da mesma (permanecem como regentes e professores de música até o ano de 2009).

Em 2004 ingressa no meio musical como trombonista de bandas do estilo musical (forró), vindo a gravar diversos CD’s e DVD’s pra várias bandas, inclusive e outros gêneros musicais.

Em 2010 participa do Curso de Regência na cidade de Salgueiro-PE, ministrado pelo renomado Maestro Ademir Araújo (Maestro Formiga) de Recife-PE. No ano de 2014 entra para a Faculdade de Licenciatura em Música (Cursando atualmente o oitavo período).

Fundou a Banda de Música 29 de Abril da cidade de Caldeirão Grade do Piauí, como também, a Banda Marcial da Escola Padre Luiz Gonzaga de Araripina-PE, onde atua até hoje como regente. Trabalha como professor de música em escolas do ensino público, ensinando também particular a jovens que pretende seguir a carreira musical. Fundou a Orquestra som do Céu (em andamento) da Igreja Evangélica Batista do Caminho de Araripina-PE.

AF News/Redação/Foto: Reprodução