Após exoneração polêmica, coronel confirma que é pré-candidato a prefeito

Em uma entrevista concedida ao Grande Jornal, o tenente coronel Edwaldo Viana afirmou que é pré-candidato a prefeito de Picos nas eleições de 2020.

Eles foi exonerado após dizer em entrevista que bandido que trocar tiro com a polícia deve ‘descer as cordas’. Ele chegou a fazer um desabafo sobre ‘forças’ por trás da sua exoneração.

Quando questionado se o então comandante seria candidato a prefeito de Picos, Viana responde de forma afirmativa: “Eu agora vou ser. Hoje eu estou livre, não sou mais comandante e hoje eu vou ser”.

Após o anúncio de sua exoneração, Viana se mostrou chateado com a decisão, que segundo ele, tem cunho político. Ele não quis apontar nomes.

“Eu não vou apontar ninguém, mas eu digo com convicção, que houve uma interferência política, houve. A resposta é o cidadão, está todo mundo indignado nas redes sociais. Eu pergunto o que eu fiz de errado para ser exonerado? Pelo contrário, eu me dediquei foi 24 horas. Eu não vou apontar ninguém, eu só digo que houve uma interferência política porque eu falei da questão do atendimento no hospital, todo mundo fala, e eu sou cidadão, por que eu não posso falar?”, questionou.

Edwaldo Viana fala que sai do município de cabeça erguida e que deixou um bom trabalho na cidade. “Eu não sei nem explicar [a exoneração]. As pessoas simplesmente nos tiram depois de um trabalho desse, mas eu estou de cabeça erguida, porque foram quatro anos de trabalho em uma cidade que eu sempre amei. Eu comecei a minha vida profissional em Picos e estou terminando, porque depois dessa aí, abala a gente. Eu vou tirar minha licença especial, vou tirar férias e já tenho tempo para a reserva e depois dessa eu acho muito difícil ainda trabalhar na polícia militar, porque quando se faz uma coisa como essa, quando trata a gente como uma coisa descartável, a gente perde o ânimo”.

Viana destacou ainda que no seu comando houve uma considerável redução de criminalidade no município. “Eu saio de cabeça erguida, porque nesse momento eu deixo Picos com os menores índices de violência da história de Picos. Eu tenho dados estatísticos. Nós somos, há dois anos consecutivos, o batalhão que mais prendeu, o batalhão que mais apreendeu armas, que mais recuperou motos, que mais apreendeu drogas”.

Novo comando
Viana anunciou o major Felipe, comandante do 20º BPM/PMPI, em Paulistana, como seu sucessor. A passagem de comando irá acontecer na próxima sexta-feira (10), a partir das 10 horas, na sede da Polícia Militar de Picos, no bairro Pantanal.

As informações são do Grande Picos.