Igreja de Santa Teresinha, Moreilândia, PE


O avanço do coronavírus na maior cidade do Sertão do Araripe acende um alerta para a população sobre o risco que a infecção pelo coronavírus pode trazer à saúde da pessoa que se contaminou. Por outro lado, a estabilização e controle da doença nas outras cidades menores que integram a microrregião chamam a atenção. Araripina que vive um de seus piores momentos enfrenta uma superlotação dos leitos, enquanto agente ver um cenário mais tranquilo em municípios como Granito, Moreilândia, Santa Filomena e Santa Cruz. Em Granito por exemplo, nessa segunda-feira (8) não foi confirmado nenhum caso, sendo 3 ocorrências em investigação conforme boletim divulgado pela SMS local, além de até o momento ter apenas 3 mortes registradas desde o início da pandemia. Santa Filomena registrou 7 óbitos ao longo desse período e 274 casos confirmados sendo que 267 já se recuperaram. Moreilândia divulgou ontem no boletim diário 01 caso confirmado e 2 óbitos. Santa Cruz segue com 4 mortes registradas e 1 caso confirmado no dia de ontem, ou seja, a população das cidades estão fazendo a sua parte e cumprindo o isolamento social, realidade bem distante vivenciada aqui em Araripina.

Por enquanto esses municípios que são menores em população e não dispõe de um estrutura hospitalar de alta complexidade estão estabilizados. Esse termo é usado entre os médicos para indicar um controle de uma determinada situação, a pandemia se alastrou para todas as localidades do país, porém, nessas cidades do Sertão do Araripe ela não causou um caos como fez em cidades de médio porte. Se formos analisar o grau de risco, vemos que Moreilândia, Granito, Santa Cruz e Santa Filomena estão na fase de intensificação dos cuidados para não perder o controle e ficar nesse índices baixos de contaminações pelo vírus. Já as outras cidades como Araripina e Ouricuri a situação de ligar o alarme vermelho para não chegar ao colapso que vimos em outros lugres, já que nessas cidades as mortes estão entre 45 e 65 dando um total de 110 óbitos nesses dois municípios polos.

Redação AF News / Imagem: Reprodução