Advogados de Lula pedem providências do MPF sobre vazamento de conversa com Dilma

28/05/2016 13h56
Mais de dois meses após o
imbróglio sobre a posse do ex-presidente Lula (PT) como ministro da Casa Civil
ainda no governo Dilma Rousseff (PT), a defesa do petista se manifestou em nota
cobrando um posicionamento do Ministério Público Federal (MPF) a respeito do
vazamento de uma conversa entre os dois. No diálogo, a presidente afastada fala
sobre o termo de posse do seu padrinho político.

Os dois advogados que
assinam a nota, Roberto Teixeira e Cristiano Zanin Martins, afirmam que a
gravação da conversa foi feita contra ordem judicial. A defesa afirma que a
conversa foi gravada às ocorreu às 13h32 de 16 de março, porém o juiz Sérgio
Moro havia determinado a interrupção da interceptação telefônica às 11h12. Leia Mais>>>

Sobre o Autor

Allyne Ribeiro