O ex-deputado Adalberto Cavalcanti ignorou as medidas de proteção recomendadas pelo Governo Federal, Estadual e Municipal para o combate ao Coronavírus, no município de Afrânio, interior de Pernambuco.

O ocorrido virou caso de polícia após Adalberto ignorar o sinal de parada dos profissionais de saúde, que cumpriam a rotina de orientação e higienização dos veículos, além de aferir a temperatura dos condutores. Diante disso, a Administração Municipal registrou boletim de ocorrência na delegacia de polícia da 216° circunscrição de Afrânio.

Vale ressaltar que segundo o Art. 268 do Código Penal, define como crime contra a saúde pública o ato de desobedecer qualquer determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa. Cabível pena de detenção de um mês a um ano, e multa.

Fonte: Afrânio Notícias