Adalberto Cavalcanti está entre os 20 parlamentares mais faltosos da Câmara, segundo Revista Exame

Por - 01/09/2015
Após ser apontado por um
levantamento feito pelo Diário de Pernambuco como um dos deputados federais que
mais gastaram no primeiro semestre de 2015, o deputado federal Adalberto
Cavalcanti (PTB) agora aparece no ranking, levantado pela Revista Exame, dos 20
parlamentares que mais faltaram às sessões deliberativas da Câmara, quando são
feitas reuniões para aprovar ou rejeitar leis, medidas provisórias e Propostas
de Emenda à Constituição (PECs).
De acordo com a publicação
da Editora Abril, o ranking foi criado a partir do número de faltas
justificadas e não justificadas no período de 1° de fevereiro a 16 de julho. O
resultado dessa soma foi comparado ao número de dias em que houve sessões
deliberativas (67, no total).
Conforme o levantamento,
Adalberto teve apenas 34,5% de frequência. De fevereiro a julho, foram
registradas 44 faltas, sendo que 43 delas foram justificadas.

Outra informação que
aparece na lista é o valor que o parlamentar perdeu por não comparecer ao
trabalho (R$ 2.637,74). Pelas regras da Câmara, apenas as faltas não
justificadas podem ser descontadas no holerite dos deputados – respeitando o
limite máximo de 62,5% do salário, que atualmente é de 33.763 mil reais. O Blog
reserva espaço para a assessoria do deputado, caso deseje comentar o assunto.