ADOÇÃO ARARIPINA EM FOCO
ADOÇÃO ARARIPINA EM FOCO


Hoje dia 25 de maio é comemorado o dia nacional da adoção, e segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) atualmente existe 4.971 crianças registradas para a adoção e mais de 33 mil pessoas querendo adotar no Brasil, eu sei, esse número não fecha. Durante a pandemia o número de adoção teve queda de 20%, ou seja, durante esse período há mais dificuldades para a adoção.

Quando procuramos o significado da palavra adoção aparece isso aqui, adoção é uma questão de consciência, responsabilidade e comprometimento com o próximo. É o ato legal e definitivo de tornar filho, alguém que foi concebido por outras pessoas. É o ato jurídico, que tem por finalidade criar entre duas pessoas relações jurídicas idênticas às que resultam de uma filiação de sangue.

Quando falamos em crianças adotadas falamos também de crianças selecionadas, diante do gráfico na cartilha da família para todos publicado pelo governo federal e o ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, crianças brancas com menos de 9 anos são adotadas mais frequentemente, crianças negras e indígenas quase nunca são adotadas.

Na pandemia do coronavírus o número de famílias vulneráveis aumentaram e com isso o aumento de menores vulneráveis também aumenta. Neste momento você deve está se perguntando, o que eu tenho haver com isso? Basicamente tudo, eu sei que as vezes a gente nem olha para crianças em frente a mercados, farmácias, lojas pedindo dinheiro ou alimentos, elas se tornaram invisíveis para esse mundo trivial que vivemos.

No entanto é importante ser colocado neste texto que é de responsabilidade de todos, não só da família manter crianças e adolescentes seguros, quem diz isso é a lei 8.069 “É dever de todos velar pela dignidade da criança e do adolescente, pondo-os a salvo de qualquer tratamento desumano, violento, aterrorizante, vexatório ou constrangedor”, ou seja, você é responsável, todos somos.